Foto: Reprodução / TV Web do Vivente / Facebook
Foto: Reprodução / TV Web do Vivente / Facebook

Ypiranga vence o Avaí, mas não avança para a final do Campeonato Campolarguense

 

propaganda-superior-site-super-otica

 

O Ypiranga precisava ganhar do Avaí por dois gols de diferença para avançar para a decisão do título do Campeonato Campolarguense de Futebol. Jogando em casa, no Estádio João Chede, neste domingo (18), o alvirrubro venceu por 3 a 2, o que não foi suficiente para atingir o objetivo. Assim, apesar da vitória não vai para a final porque perdeu o jogo de ida, no último dia 11, na Lapa, por 2 a 0, e pesou o saldo de gols para definir o finalista.

Na obrigação da vitória, o time de Palmeira foi para cima e logo aos 10 minutos teve um pênalti a seu favor. Gille cobrou à meia altura e o goleiro Kanu defendeu. Se poderia haver abatimento com a penalidade desperdiçada, ele não transpareceu. O alvirrubro buscava o gol insistentemente, criando oportunidades de gol, mas um golpe mais forte veio aos 35 minutos, quando o Avaí abriu o marcador, com Ângelo.

Mesmo em desvantagem, o Ypiranga continuou ofensivo, buscando o gol adversário e conseguiu empatar em gol de cabeça, assinalado por Marineu aos 38 minutos. Mas nem deu tempo de comemorar porque o Avaí voltou à frente do marcador em um gol raro, assinalado já na saída de bola em chute do meio do campo. Houve muita reclamação dos ypiranguistas, alegando que o juiz não havia autorizado o reinício da partida.

Novamente em desvantagem e com o tima lapeano apostando no jogo defensivo, o alvirrubro voltou a buscar o empate e conseguiu o intento aos 44 minutos, em gol assinalado por Vede. O empate em 2 a 2 no primeiro tempo não refletiu o maior volume de jogo do Ypiranga, mas o oportunismo do Avaí, que conseguiu dois gols de forma pouco comum.

Segundo tempo

No segundo tempo, continuou prevalecendo o amplo domínio ypiranguista, mas a dificuldade em marcar também continuou. O Avaí manteve a firme postura defensiva e o Ypiranga, apesar de muitas possibilidades de furar o bloqueio em função de falhas apresentadas pelo time lapeano, insistia nas bolas levantadas na área adversária e nos muitos escanteios em seu favor não conseguiu aproveitar.

O ritmo do jogo foi praticamente o mesmo até o final do segundo tempo, quando já nos acréscimos, aos 48 minutos, Graxa acertou um belo chute de fora da área e fez 3 a 2. Mas faltava ainda um gol e o tempo era escasso. O quarto gol, que poderia levar o Ypiranga à decisão do campeonato, não aconteceu e a eliminação caiu pesada sobre o alvirrubro de Palmeira.

 

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página