palmeira-empreendedora

Secretarias apostam em programação especial para empreendedores no mês de setembro

 

colegio-realeza-banner

 

Empreendedores do município também terão um olhar especial por parte da Prefeitura no mês de setembro, ainda como parte da comemoração aos 200 anos de Palmeira. O evento Palmeira Empreendedora tem uma programação diferenciada, contando com lançamento de cursos técnicos e atividades para empreendedores. Os eventos programados são iniciativas da Secretaria de Finanças e da Secretaria de Indústria e Comércio. As atividades envolvidas começam no dia 2 e prosseguem até o dia 24. São cursos, palestras e outras ações que contam com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Serviço de Apoio à Pequena e Micro Empresa (Sebrae), Fomento Paraná e Associação Comercial e Empresarial de Palmeira (ACIP).

O secretário de Finanças, Eloir José Voichicoski, comenta que a programação foi pensada como um incentivo tanto para a população em geral tanto quanto para os empreendedores de Palmeira. Ele disse que a administração municipal tem buscado parcerias e novas metodologias para tonar o empreendedorismo mais atrativo. “Trabalhamos em frentes como a diminuição burocrática para mais rapidez na abertura de empresas e consultorias diversas com informação para pequenos empreendedores”, afirmou o secretário.

Na opinião do prefeito de Palmeira, Edir Havrechaki, o empreendedorismo é uma base forte para um município em crescimento. Ele assegurou acreditar que eventos que trazem os empreendedores para perto dos cases de sucesso e para o networking têm somente a agregar para os participantes e para o município como um todo. “Recentemente, por exemplo, pudemos observar que o PIB municipal é liderado pelos setores de comércio e serviços, o que é uma mostra de que estamos caminhando bem”, avaliou o prefeito.

A programação do Palmeira Empreendedora começa nesta segunda-feira (2), com o lançamento de cursos técnicos custeados pela Prefeitura. São mais de 300 vagas em cursos técnicos na área de administração, indústria, mecânica, panificação, qualidade, almoxarife e solda. A maioria dos cursos tem início em setembro, com turmas em atividades teóricas e práticas até o mês de novembro, segundo a programação.

Na sequência da programação, na quarta-feira (4), acontece o Dia D, com palestra da doutora em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), Augusta Pelinski Raiher, às 19h30, no Auditório da Secretaria de Educação, com entrada pela rua 15 de Novembro, 567.

Os dias 9 e 10 estão reservados para as atividade do Dia do Empreendedor, entre as 9 horas e as 16h30, no calçadão da rua Conceição. Neste evento, as equipes organizadoras levarão para o centro da cidade informações e atendimento para empreendedores. Já no dia 16, as secretarias parceiras realizam o Palmeira Empreendedora, com atividades a partir das 19h30, no Clube Palmeirense. Na ocasião acontece a assinatura e entrega de projetos e parcerias da Prefeitura de Palmeira. Este evento terá a participação especial do vice-governador do Paraná, Darci Piana.

No dia 17, também no Clube Palmeirense, Palmeira recebe o talk show denominado Desafios para Empreender. Nele, três empresários do município serão convidados para uma entrevista em que contarão como conseguiram desenvolver seus negócios. Às 20h45 começa o Conexão Empresarial, com participação de 30 empresas em oficinas de integração e troca de experiências para novas oportunidades de negócios.

O dia 20 de setembro será dedicado à ação social, com entrega de alimentos à instituições sociais, arrecadados nas inscrições dos alunos que frequentam os cursos técnicos. Depois, a programação se encerrará no dia 24, com o Programa Varejo Mais em Ação, uma palestra de sensibilização ministrara por Leandro Krug, em parceria da Prefeitura de Palmeira com o Sebrae.

Qualidade

O secretário de Indústria e Comércio, Jaudeth Ramos Hajar, por seu turno, destaca a qualidade dos cursos trazidos para o município. Ele observa que são centenas de vagas que geram a possibilidade de capacitação, sem custos, para o público aprimorar a mão de obra oferecida em Palmeira. “Somente nas unidades móveis do Senai são quase 200 alunos que poderão tornar-se mais qualificados. O retorno disso será visível na vida desses estudantes, que abrirão seus horizontes de oportunidades”, afirmou o secretário.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página