brechozinho

Riscos e vantagens das compras pela internet

O comércio virtual, ou e-commerce, tem crescido à passos largos no Brasil e no mundo. A partir de um computador, tablet ou celular com sistema Android, pessoas interagem e comercializam os mais diversos produtos, nos quatro cantos do mundo, 24 horas por dia. Os aplicativos de compra e venda são a forma mais procurada hoje em dia pelos internautas para aquisição de produtos novos, usados e trocas, principalmente do ramo eletrônico. Existem muitas formas de segurança nos sites e grupos de compra e venda, como a criptografia, por exemplo, que protege as mensagens de forma que apenas destinatário e remetente possam acessar o conteúdo. Alguns sites têm os selos e certificados de segurança, para que os usuários e compradores tenham certeza de que aquele é um site confiável. Nas redes sociais não é possível ter essa segurança, aí outros cuidados são necessários para que não se faça um “negócio da China”, como efetuar o pagamento apenas depois de estar com o produto em mãos.

A rede social Facebook, anunciou em maio deste ano, a marca histórica de um bilhão de usuários que acessam a página diariamente, seja para se comunicar, trabalhar ou fazer negócios simples através dos grupos de compra e venda de produtos. Palmeira faz parte desses dados. Atualmente, o maior grupo de compra e venda de artigos já tem mais de 20 mil usuários, o que representa mais da metade da população atual do município que é de 33 mil habitantes. O “ Brechózinho Xiq Palmeira”  foi criado em fevereiro de 2014, quando a dona de casa Amábilly Karolline Uller Batista percebeu a necessidade de ter uma renda mesmo tendo um filho ainda muito pequeno. “Eu comecei o grupo pra vender alguns móveis usados e umas roupas do meu filho. No começo o grupo tinha 10 membros, no segundo mês foi pra 100 e quando chegou à cinco mil, algumas empresas me procuraram para fazer anúncios pagos. Foi aí que eu vi que o meu grupo poderia dar certo e realmente ser uma fonte de renda. É claro que todas as pessoas precisam tomar cuidado ao fazer negócios pela internet, seja no meu grupo ou em qualquer outra página, porque não temos como saber sobre a idoneidade das pessoas e empresas que estão negociando”, explica Maby, como é conhecida na página. “Hoje, além do grupo no Face tenho também o site do Brechózinho com 16 empresas anunciantes e pretendo expandir os anúncios para cidades vizinhas”, complementa Maby.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página