Deputado estadual Tadeu Veneri (Foto: Dálle Felberg / ALEP)
Deputado estadual Tadeu Veneri (Foto: Dálle Felberg / ALEP)

Região pode ser afetada com suspensão de abates de aves pela BRF em Carambeí

 

colegio-realeza-banner

 

O deputado estadual Tadeu Veneri (PT) manifestou preocupação, na sessão da Assembleia Legislativa desta segunda-feira (8), com a decisão da Brasil Foods (BRF), dona das marcas Sadia e Perdigão, de suspender por até cinco meses o abate de aves – frangos e perus – na unidade de Carambeí, a partir do final de maio. A empresa também anunciou que dará férias coletivas aos 1.200 funcionários. Os impactos devem atingir municípios da região, incluindo Palmeira.

Quanto ao anúncio de suspensão das atividades da linha de abate de aves da unidade de Carambeí, a BRF tem atribuído a medida a redução das exportações de carne de frango e peru para a Arábia Saudita. Isto pode causar, além dos impactos sociais, prejuízos na arrecadação dos municípios com a redução da receita do ICMS.

Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa, Veneri tem uma reunião na próxima quarta-feira (10), com a direção do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Carambeí e Região para debater a situação dos trabalhadores.

Se essas férias se transformarem em demissões, será um desastre para a região. Numa cidade de 15 mil habitantes, fechar mais de mil vagas é uma tragédia social”, afirmou o deputado, que pediu a intervenção do governo do Estado na questão.

Na esteira dos prováveis danos, criadores de aves espalhados por diversos municípios da região em torno de Carambeí, que entregam sua produção para a BRF, podem ser obrigados a também suspender suas atividades. É o caso de Palmeira, onde a atividade tem o envolvimento de dezenas de agricultores familiares.

Em termos de recursos, no ano de 2017, no município de Palmeira, o valor bruto da produção agropecuária chegou a R$ 622 milhões. Da produção de aves no município, com segurança, 99% vai para a unidade da BRF, em Carambeí. A venda de aves de corte teve naquele ano movimento com valor bruto de R$ 49 milhões 300 mil.

A suspensão dos abates pode provocar uma redução de cerca de 8% do valor bruto da produção agropecuária em Palmeira. O impacto deve ser igual ou maior em outros municípios da região onde aves de corte são produzidas, especialmente pela agricultura familiar.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página