Foto: Divulgação / Arquivo pessoal
Foto: Divulgação / Arquivo pessoal

Produzindo arte em Palmeira, em setembro Michelle Fiorucci expõe trabalhos na Espanha

 

Palmeiras banner superior

 

A artista plástica Michelle Fiorucci é uma curitibana que resolveu, em 2006, tirar férias de seis meses em Palmeira. Junto com o marido e o filho já se passaram 13 anos. “Que bom!”, exalta-se para confirmar a adaptação à vida na cidade do interior e o sentimento de pertencimento. Assim, dá para dizer que Michelle é de Palmeira, pois é onde passa a maior parte do tempo atualmente e onde está produzindo a sua arte, que vai ganhando projeção e reconhecimento. Tanto que no próximo mês de setembro seus trabalhos estarão expostos em uma galeria de arte na cidade de Barcelona, na Espanha. Para chegar a expor em uma das cidades com maior atividade cultural do mundo, ela começou a trabalhar com arte em 1997, quando deu os primeiros passos com os dedos na então novíssima arte digital.

O trabalho de Michelle tem uma forte influência gráfica, como resultado do trabalho de 18 anos com arte digital, colorização digital e letreiramento de histórias em quadrinhos. Em 2015, ela decidiu deixar de lado o computador e passou a dedicar-se exclusivamente à xilogravura, que é a técnica de gravura na qual se utiliza madeira como matriz e possibilita a reprodução da imagem gravada sobre o papel ou outro material. Assim, a artista começou a produzir em tempo integral em seu ateliê em Palmeira e também no Museu de Gravura, em Curitiba. No mesmo ano, ela começou a exibir suas xilogravuras em galerias particulares na capital paranaense. As xilogravuras de Michelle não estão apenas no papel, mas também em obras grandes, nas quais usa tecido como suporte, em xilogravuras quimicamente transferidas para blocos de concreto e azulejos e também em enormes instalações de pôsteres de rua.

Em 2016, Michelle participou de sua primeira exposição coletiva, realizada no Museu da Gravura Cidade de Curitiba. Já em 2017 participou dos primeiros salões de arte e em 2018 fez sua primeira exposição individual, a Gravura no Muro – Memórias Gráficas do Cotidiano Urbano, no Espaço Cultural BRDE Palacete dos Leões, em Curitiba. No mesmo ano, a exposição esteve no Museu da Gravura Cidade de Curitiba e lá permaneceu por quatro meses, até janeiro de 2019. Atualmente a exposição dos trabalhos de Michelle está em cartaz no SESC Caiobá e permanece aberto para visitação pública até o próximo dia 30 de setembro. Portanto, quem for ao Litoral do Paraná pode visitar a exposição e conhecer o trabalho da artista plástica.

michelle-fiorucci-porta

Em setembro, a convite da galeria italiana Arte Borgo, Michelle vai participar, junto com artistas desta galeria, da sua primeira exposição internacional, que será realizada em Barcelona, na Espanha. Na exposição Inside Art, os trabalhos ficarão expostos na Galeria Aragón, entre os dias 7 e 21 de setembro. “Fiquei muito feliz quando recebi o convite para participar da exposição em Barcelona, eu não estava esperando participar de uma exposição fora do Brasil neste momento”, disse a artista plástica. Como toda bos surpresa ocasiona, o convite para expor seus trabalhos no exterior ainda provoca alguma apreensão. Perguntada sobre as expectativas para a exposição na Espanha, Michelle disse que ainda não pensou muito sobre o que esperar, mas afirma que é uma porta importante que se abre para a carreira. Contudo, decidida assegura: “Estou de malas prontas para levar meu trabalho até lá”. Daqui a duas semanas, ela sai de Palmeira direto para Barcelona, levando o talento e a criatividade nos trabalhos e, na volta, trazendo o reconhecimento pela qualidade de suas obras.

Você pode conferir o portfólio da artista plástica Michelle Fiorucci online clicando AQUI.

Abaixo, um histórico das exposições da artista plástica:

Mostras individuais
Gravura no Muro — Memórias Gráficas do Cotidiano Urbano, no Espaço Cultural BRDE-Palacete dos Leões, Curitiba (de 20 de abril a 22 de maio de 2018)
Gravura no Muro — Memórias Gráficas do Cotidiano Urbano, no Museu da Gravura Cidade de Curitiba (de 22 de setembro de 2018 a 06 de janeiro de 2019)
Matrizes na Matriz, uma mostra paralela Gravura no Muro, na Rua da Cidadania Matriz, Curitiba (de 22 de setembro a 26 de outubro de 2018)
Gravura no Muro — Memórias Gráficas do Cotidiano Urbano, no Sesc Caiobá (de 17 de julho a 30 de setembro de 2019)

Principais mostras coletivas

Exposição de Abertura do Espaço Cultural Mulher, Trabalho e Memória da Galeria da Livraria Vertov, em Curitiba (março 2016)
Exposição Ateliers, no Museu da Gravura Cidade de Curitiba (agosto 2016)
11º Salão Nacional Victor Meireles, no Coletivo Nacasa, em Florianópolis (abril 2017)
1º Salão de Artes Visuais de Pinhais, em Pinhais (agosto 2017)
Exposição Gravura e Imagem, no Museu da Gravura Cidade de Curitiba (maio a
novembro de 2018)
Intercâmbio de Portfólio, no Museu da Gravura Cidade de Curitiba (junho a setembro de 2018)
Circuito de Arte Contemporânea de Curitiba, no Museu Municipal de Arte (janeiro a março de 2019)
Inside Art, Galería Aragón 232, Barcelona – Espanha (de 7 a 21 de setembro de 2019)

michelle-fiorucci-moldura

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página