conferencia-estadual-cidades

Prefeitura e Câmara participam de Conferência das Cidades em Foz do Iguaçu

 

Entre os dias 16 e 18 deste mês de agosto, acontece em Foz do Iguaçu a 6ª Conferência Estadual das Cidades. A administração municipal de Palmeira estará representada no evento pelo prefeito Edir Havrechaki (PSC) e pelo vice-prefeito Marcos Levandoski (PT). Já a Câmara Municipal estará representada pelo seu presidente, vereador Pator Anselmo (PP).

Com z presença de prefeitos, vices, secretários municipais, representantes de prefeituras e outros órgãos públicos e vereadores, a 6ª Conferência Estadual das Cidades deve ter a participação de cerca de 2 mil pessoas, entre as quais os delegados indicados pelos seus segmentos de atividades e observadores, que devem totalizar serão 301 inscritos. Destes, 175 representantes da sociedade e 126 do Poder Público.

A programação do evento começa no dia 16 com o credenciamento, das 14 horas às 22 horas. Das 18 às 20 horas acontece a abertura oficial da Conferência, com as presenças do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB); do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ademar Traiano (PSDB); de representantes do Poder Judiciário e Ministério Público; do presidente do ConCidades/PR e secretário do Desenvolvimento Urbano, Carlos Massa Ratinho Junior; do prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro (PSD); do representante do Conselho Nacional; do Ministério das Cidades e dos diversos segmentos e demais autoridades. Das 20 às 20h40, haverá palestra magna com o arquiteto Orlando Pinto Ribeiro. Após a palestra, a noite se encerra com o coquetel de abertura.

Já, no dia 17, haverá espaço para mais credenciamentos, com início às 8 horas e término às 12 horas. Das 8h30 às 10 horas acontece a leitura e aprovação do regulamento da 6ª Conferência Estadual. Das 10 às 12h30, serão realizadas abordagens orientativas e motivacionais para os grupos temáticos. Das 14 às 17 horas, a agenda registra o trabalho nos grupos temáticos e análise das propostas e ntrega para a coordenação executiva. Das 18 às 19 horas, acontece reunião dos segmentos para discussão da eleição dos delegados para a 6ª Conferência Nacional e para a 4ª Gestão do Conselho Estadual das Cidades. E, das 20 às 22 horas, acontecem, simultaneamente, os seminários do Estatuto da Metrópole e de fracking.

No último dia de Conferência, 18, das 8h30 às 11 horas serão apresentadas na plenária, pelos respectivos relatores, as propostas e moções dos grupos temáticos. Das 11 às 12 horas, será realizada a leitura das propostas aprovadas. Após o almoço, das 14 às 15 horas, haverá a eleição dos delegados dos segmentos para a 6ª Conferência Nacional das Cidades, que será realizada em Brasília. Das 15 às 16 horas, serão eleitas as entidades representantes dos segmentos para a 4ª gestão do Conselho Estadual das Cidades (ConCidades/PR) 2018/2020. E, das 16 às 17 horas, haverá a validação dos delegados a Conferência Nacional e das entidades que vão compor o Conselho Estadual das Cidades. A 6ª Conferência Estadual das Cidades será encerrada às 17 horas.

Seminários

Após a abertura do Seminário sobre o Estatuto da Metrópole, o engenheiro e diretor de Operações do Paranacidade, Alvaro José Cabrini Junior, fará uma síntese sobre a importância do documento. Em seguida, falará o coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Meio Ambiente, de Habitação e Urbanismo, o procurador Alberto Vellozo Machado. Depois, será a vez do presidente da Comissão de Assuntos Metropolitanos da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado estadual Alexandre Guimarães. O arquiteto Clóvis Ultramari discorre sobre o tema proposto, abrindo espaço ao debate. Das 21 às 22 horas, o grupo debaterá sobre o tema até o encerramento do Seminário sobre o Estatuto da Metrópole.

Já, no Seminário do Fracking, após a abertura, o geólogo e professor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Fernando Scheibe, fará uma palestra sobre a Exploração do Gás de Xisto por Fraturamento e Contaminação das Águas. Em seguida, a diretora da ONG 350.org, coordenadora nacional da Coalizão Não Fracking Brasil, Nicole Oliveira, falará sobre Fracking no mundo, estudos e riscos. Depois, o engenheiro e fundador da Coalizão Não Fracking Brasil pelo Clima Água e Vida (Coesus), Juliano Bueno de Araújo, falará sobre legislações municipais e estaduais. Após este debate, o seminário será encerrado.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página