Foto: Divulgação / Prefeitura de Palmeira
Foto: Divulgação / Prefeitura de Palmeira

Prédio restaurado do Museu Histórico de Palmeira é entregue à população

 

Na noite de sexta-feira (27), aconteceu a cerimônia de entrega do prédio do Museu Histórico Dr. Astrogildo de Freitas à população palmeirense. Após 10 meses de obras, a edificação histórica, que foi o solar do conselheiro imperial Jesuíno Marcondes de Oliveira e Sá, foi totalmente restaurada e recuperada e apresentará novidades aos visitantes, como a ligação interna através escadas entre os três pavimentos do prédio.

Estiveram presentes no ato o prefeito Edir Havrechaki (PSC), o vice-prefeito Marcos Levandoski (PT), o deputado federal Aliel Machado (PSB), responsável por destinar a emenda parlamentar de R$ 300 mil para a obra, o deputado estadual Péricles de Mello (PT), além de secretários municipais, demais envolvidos na revitalização e munícipes que queriam ver a nova estrutura do Museu de Palmeira.

O prefeito destacou a importância da recuperação do prédio, que é bem tomado pelo Estado do Paraná, e de preservar e resgatar a história e memória do povo palmeirense. “Palmeira vive um momento especial na véspera de completar 200 anos. Este prédio, que já abrigou Dom Pedro II e é recheado de histórias, necessitava desta obra. As gerações futuras precisam conhecer a história do município, de cada rua, de cada imóvel histórico. No mês passado restauramos a Capelinha do Bom Jesus, edificação de 180 anos, agora estamos entregando o Museu, com mais de 160 anos, e ainda em 2018 vamos iniciar a reforma do Cine Teatro Municipal”, revelou o prefeito.

Machado parabenizou a preparação do município para comemorar os 200 anos em 2019 e destacou importância que a administração municipal dá para resgatar o patrimônio histórico. “O Edir e o Waldir (secretário de Cultura) conversaram comigo e relataram a situação em que se encontrava o prédio do Museu de Palmeira. Em 2015 consegui a liberação do recurso, uma emenda de R$ 300 mil no Ministério da Cultura. Lembro do prefeito conversando comigo e falando que precisava revitalizar o Museu. Mesmo eu não sabendo o resultado da eleição (de 2016), tive que assegurar essa verba e deixar ela já destinada para o Museu. Eu tenho o compromisso de entregá-lo recuperado para o povo de Palmeira”, falou o deputado.

Para o secretário municipal de Cultura, Patrimônio Histórico e Turismo, Waldir Joanassi Filho, “a obra de revitalização é fruto de uma administração que tem um olhar mais cuidadoso e carinhoso com a história de Palmeira”, comentou. O secretário aproveitou a oportunidade para anunciar que “a intenção é que o Museu fique aberto para visitação também nos finais de semana. Será um ambiente para que as famílias possam passear e conhecer a história de nossa cidade”, relatou.

Mello falou sobre a importância de restaurar um espaço histórico no município. “Este prédio é um patrimônio histórico não só para Palmeira, mas para toda a região dos Campos Gerais. Parabenizo a sensibilidade do prefeito e dos secretários que levaram adiante o processo de restauração deste imóvel e hoje entregam ele à população”, disse po deputado estadual.

A vice-presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Palmeira, Maria Ivanilde Krambeck, demonstrou emoção ao ver o prédio revitalizado. “É com muita alegria que estou aqui neste espaço, vendo ele preparado para receber os palmeirenses e turistas que desejam conhecer nossa história. Agradeço ao prefeito e demais envolvidos que recuperaram este importantíssimo espaço cultural do município”, disse ela.

Museu restaurado 01

Obras

Diversas melhorias foram realizadas no imóvel, mas entre as principais estão a revisão total e substituição de telhas deterioradas da cobertura e reforma no beiral e no forro. O piso em todos os cômodos do imóvel foi lixado e recuperado e no segundo pavimento, onde o assoalho apresenta mais degradação, a madeira foi substituída. As janelas do imóvel também passaram por reparos de acordo com a necessidade de cada unidade, como a troca de peças e de vidros.

Também aconteceu a revisão e manutenção das redes elétricas e hidráulicas do imóvel e implantação de rampa de acesso para cadeirantes na parte interna do Museu. Todas as mudanças foram feitas buscando manter as características originais do espaço.

De acordo com Joanassi, o prazo para o Museu de Palmeira voltar a receber visitantes é de cinco meses. “Agora que o prédio foi entregue, as peças serão catalogadas e higienizadas à medida que forem retornando ao Solar. É um trabalho delicado e detalhado”, destacou o secretário.

Livro

Durante a cerimônia de entrega do prédio, também aconteceu o lançamento do livro “Tropeirismo e Geodiversidade no Paraná”, de Antônio Licardo e Gil Francisco Piekarz, da série Referência, da editora Estúdio Texto. A obra apresenta a rota realizada pelos tropeiros em 16 municípios paranaenses, incluindo Palmeira, com muitos detalhes, informações e histórias.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página