Foto: Divulgação / Arte Folha
Foto: Divulgação / Arte Folha

Pesquisa de palmeirense que estuda na Inglaterra ganha prêmio internacional

 

Cursando pós-doutorado na Universidade de Birmingham, na Inglaterra, o palmeirense Válter Jantara Junior, em colaboração com seis colegas, desenvolveu pesquisa na área de metalurgia sobre danos mecânicos em engrenagens de turbinas geradoras de energia eólica. O estudo foi reconhecido no 1º Congresso Mundial de Condições de Monitoramento, recebendo o Prêmio Len Gelman para novos pesquisadores. O palmeirense estuda na Inglaterra como bolsista do programa ‘Ciência sem fronteiras’.

O grupo de pesquisadores teve coo orientador o professor grego Mayorkinos Papaelias, um pioneiro em pesquisas sobre geração de energia renovável e aplicações para transporte. A pesquisa desenvolvida pelo palmeirense teve foco na investigação de danos ocorridos em engrenagens de turbinas, que podem ser considerados como as principais causas de falhas dos equipamentos que geram energia aproveitando o vento. A pesquisa estabelece condições de monitoramento, com avaliação diagnóstica e prognósticos sobre as engrenagens.

As condições de monitoramento pesquisadas compreendem várias técnicas, incluindo emissões acústicas e análise de vibrações. Com isto, em caso de sinais que apontem para problemas, é possível antecipar-se à ocorrência de falhas. O resultado é que a ação preventiva causa redução de custos operacionais dos equipamentos.

O Congresso Mundial de Condições de Monitoramento, realizado pela primeira vez entre os dias 13 e 15 deste mês, em Londres, substitui uma importante conferência internacional sobre o tema que acontece há muitos anos, organizado por importantes instituições do setor.

Orgulho

Falando sobre o prêmio que conquistou com sua pesquisa, Jantara disse estar muito orgulhoso pelo reconhecimento de seu trabalho no Congresso Mundial de Condições de Monitoramento. “O prêmio mostra a utilidade e o impacto que resultam das pesquisas realizadas em Birmingham e a oportunidade aqui oferecida para novos pesquisadores”, comentou ele.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página