Foto: Arquivo Folha
Foto: Arquivo Folha

Mãe diz que bebê não foi vacinado e Secretaria nega que houve recusa

 

A mãe de um bebê disse que ocorreu negligência na vacinação na Estratégia de Saúde da Família (ESF) do bairro do Rocio. Ela afirmou que tentou vacinar o filho em seis tentativas e não conseguiu e acrescentou que outras pessoas estão passando pela mesma situação. A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Palmeira, no entanto, negou que tenha havido recusa em vacinar, informando que houve um problema pontual com o técnico de enfermagem da ESF responsável pela vacinação, que não estava atendendo devido estar acometido por pneumonia.

A mãe do bebê relatou que desde segunda-feira (16) estava tentando vacinar o filho e que na última terça-feira (17), foi pela sexta vez até a ESF e não conseguiu. Ela disse que até gravou um vídeo no qual a funcionária a recomendou voltar pra casa. “Fui até o posto central e eles não quiseram vacinar. Mandei mensagem pra secretária de Saúde, mas ela não deu muita importância. Isso também está acontecendo com outras pessoas que procuraram e não conseguiram vacina”, disse a mãe.

Diante da denúncia recebida, a Secretaria de Saúde informou, através de nota, que a usuária procurou a ESF do Rocio na terça-feira (17), e perguntou na recepção pelo técnico de enfermagem responsável por realizar as vacinações. A atendente informou que o mesmo estava com atestado devido a uma pneumonia e perguntou pelo qual serviço ela estava procurando na ESF. Segundo a Secretaria, a usuária informou que queria vacinar seu filho e a atendente pediu para que a mesma aguardasse a enfermeira finalizar um atendimento. “Neste momento a usuária saiu da ESF e não retornou na mesma data”, informa a nota.

Ainda segunda a Secretaria, no mesmo dia a usuária entrou em contato com a secretária de Saúde, Fabiani Bach, através de rede social, e a mesma informou que ela poderia retornar na manhã do dia seguinte na ESF, que a vacina seria aplicada.

A paciente foi até o local na manhã de quarta-feira (18) e a atendente pediu para a mesma aguardar as enfermeiras concluírem os atendimentos em andamento, porém a usuária respondeu que não esperaria e saiu do local, não retornando posteriormente. De acordo com as atendentes da ESF do Rocio, em nenhum momento foi negado o atendimento à usuária”, diz a nota. Ainda, que em pesquisa no sistema, a Secretaria de Saúde também constatou que a usuária já realizou a vacinação de seu filho.

A Secretaria de Saúde destaca que as unidades de saúde da área urbana estão funcionando normalmente e que estão absorvendo toda a demanda de unidades da área rural que possam estar fechadas ou temporariamente sem vacinador.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página