Foto: Divulgação / Força Verde
Foto: Divulgação / Força Verde

Força Verde apreende mais de 2.600 metros de redes durante a piracema

 

Durante a vigência do período da piracema, a Polícia Militar do Paraná, através do Batalhão de Polícia Ambiental (Força Verde), realizou a apreensão de 2.664 metros de redes que estavam sendo usadas por pescadores, em desacordo com a lei, em rios e lagos de municípios da região dos Campos Gerais. Além das redes, também aconteceu a apreensão de 40 quilos de peixes pescados ilegalmente entre os dias 2 de novembro de 2017 e 28 de fevereiro último. O balanço dos resultados foi divulgado nesta terça-feira (13) pela Força Verde.

Outros materiais utilizados para pesca também foram apreendidos pelos policiais da Força Verde junto com as redes. Os policiais localizaram oito tarrafas, 70 metros de espinhel, 135 boias-loucas, quatro covos, seis fisga, 45 catoeiros, um barco e um motor de popa. E além destas apreensões, foram registradas quatro prisões no período da piracema.

As operações realizadas pela Força Verde durante o período da piracema resultaram do recebimento de diversas denúncias sobre a pesca proibida na região. Mesmo com o fim do período, as denúncias podem ser feitas através do telefone 181 ou (42) 3228 1581, ou no Posto de Polícia Ambiental – Força Verde, mais próximo.

Proibição

Entre os meses de novembro e fevereiro, anualmente, a pesca de espécies nativas fica proibida nos rios e reservatórios do Paraná. A medida adotada visa a proteção da fauna aquática, pois é durante esse período, conhecido como piracema, que a maioria das espécies de peixes se reproduz.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página