Foto: Divulgação / Fiocruz

Exames descartam vírus da febre amarela em macacos encontrados mortos

 

propaganda-superior-site-super-otica

 

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Palmeira recebeu os resultados dos exames feitos em dois macacos encontrados mortos no interior do município, cujo material foi encaminhado para laboratório da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) para verificar a presença ou não de vírus da febre amarela. O resultado descartou a presença do vírus da febre amarela, bem como de raiva, nos primatas.

O enfermeiro Jean Carlo das Almas, do setor de Epidemiologia da Secretaria de Saúde, ao comentar o resultado desses exames, lembrou que de outros macacos encontrados mortos não foi possível coletar material para exame. Ele explicou que devido ao adiantado estado de decomposição ficou impossível obter qualquer material que pudesse ser examinado em laboratório.

O enfermeiro também destaca que a população, ao avistar bando de animais doentes ou mortos, deve comunicar imediatamente aos profissionais das unidades de saúde mais próximas ou à Vigilância Sanitária.

Da mesma, Jean disse que apesar dos exames terem resultado negativo para o vírus da febre amarela, é recomendado para a população a prevenção através de vacina específica. Podem tomar a vacina contra a doença crianças com idade a partir de nove meses até adulto com 59 anos completos. Quem já se vacinou não precisa se preocupar com nova vacinação, pois uma dose apenas garante imunidade para toda a vida.

Influenza

Ele fala ainda sobre a influenza, a gripe, que pode ser prevenida com a vacinação, que terá um esquema especial neste sábado em algumas unidades de saúde de Palmeira. As unidades de saúde Central, da Vila Rosa e da Colônia Francesa estarão abertas para a vacinação contra a gripe entre as 8h30 e as 16h30 e as unidades de saúde das localidades de Queimadas e Faxinal dos Quartins, no interior do município, entre as 9 e as 16 horas.

Os públicos-alvo para a vacinação contra a influenza são crianças de seis meses até 5 anos, as gestantes, puérperas, que são as mulheres que acabaram de ter bebês nos últimos 45 dias, povos indígenas, professores, pessoas portadoras de doenças crônicas e outras categorias de risco clínico, população privada de liberdade, incluindo adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa, e funcionários do sistema prisional.

Todas as unidades de saúde de Palmeira estão realizando a vacinação das 9.402 pessoas que fazem parte dos grupos prioritários no município. Nesses locais é possível tomar a vacina entre segunda e sexta-feira, no horário de funcionamento das unidades.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página