Foto: Reprodução / Redes sociais

Espetáculo ‘Bicentenário – a história” é assistido por 3 mil espectadores

 

colegio-realeza-banner

 

A apresentação do espetáculo multi artes “Bicentenário – a história”, em comemoração aos 200 anos de Palmeira, levou um grande público à praça Marechal Floriano Peixoto na noite de domingo (19). Cerca de 3 mil pessoas assistiram às apresentações de dança, teatro, música, projeções mapeadas, fogos de artifício e outros elementos.

Em quase uma hora e meia de duração, os 250 artistas em cena no espetáculo mostraram a trajetória de formação de Palmeira e do povo palmeirense. Quem conduziu a narrativa foi a vovó Palmeirinha, que contou às suas três netinhas alguns pontos cruciais da história do município.

Ela começou pela época em que os índios viveram em nossas terras, antes da chegada de colonizadores, primeiro os portugueses e a chegada do padre Antônio Duarte dos Passos, em 1819. O tempo foi passando e logo foram retratados os imigrantes italianos da Colônia Cecília, assim como poloneses e alemães.

Músicos da Orquestra Municipal, com reforço de integrantes da Orquestra Sinfônica de Curitiba, e do coral Vozes de Palmeira, atores da Companhia Impacto em Cena e bailarinos da companhia Regiane Abreu, exibiram o talento dos artistas locais, além de outras participações destacadas.

Foram lembrados os ciclos econômicos que proporcionaram o desenvolvimento e trouxeram Palmeira ao patamar atual, assim como os grandes bailes realizados na antiguidade nos quais os imigrantes interagiam na linguagem universal da música e em que grandes histórias de amor de nossa cidade tiveram início.

Uma noiva de branco sobrevoando a frente da Igreja Matriz foi o chamado para as lendas palmeirenses, que fazem parte da memória de grande parte da população. A religiosidade do povo não poderia ficar de fora e também foi apresentada através da execução da canção ‘Ave Maria’, de Gounod, e projeção de Nossa Senhora da Conceição, padroeira do município, na parede da fachada da Igreja Matriz.

Para finalizar, vovó Palmeirinha apresentou uma canção destacando as belezas de Palmeira, além da força de trabalho e honestidade de seu povo. O que se viu na sequência foi um show de fogos de artifício que, ao mesmo tempo em que eram projetados na parede da Igreja Matriz, coloriam o céu de Palmeira na noite de domingo.

bicentenários-história-drone

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página