direitos-criancas-adolescentes

Escolas podem realizar conferências livres de Direitos da Criança e do Adolescente

 

Em outubro, Palmeira realizará a 8ª Conferência Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente. Para fomentar o evento o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) está enviando ofícios para escolas municipais e estaduais, bem como entidades, para que realizem conferências livres com o tema “Proteção integral, diversidade e enfrentamento às violências”.

As conferências livres, com participação de crianças e adolescentes, podem ser realizadas por entidades, instituições públicas ou da sociedade civil, fóruns, redes, conselhos, escolas, dentre outros. São eventos organizados por iniciativas próprias que buscam mobilizar pessoas para participarem de debates em torno do tema central e dos eixos temáticos.

As conferências livres não elegem delegados nem selecionam propostas para as demais etapas do processo conferencial. No entanto, as propostas formuladas nas conferências livres podem ser utilizadas por participantes das demais etapas no sentido de influenciar os debates nestas conferências.

A convocação das conferências livres não depende de ato oficial, mas devem ser comunicadas à Comissão Organizadora Municipal. Os interessados em realizar uma conferência livre devem entrar em contato pelo telefone 3909-5043 ou pelo e-mail gracieli_ri@hotmail.com, para que seja enviado material de apoio para embasarem e servirem de apoio para estas discussões.

Caso haja o interesse e se efetive a realização da conferência, o organizador e/ou responsável deve registrar com fotos, realize um breve relato como foi este momento e registre as propostas e as envie no e-mail já citado.

Conferências

As conferências são espaços de participação da população e tem por objetivo mobilizar os integrantes do Sistema de Garantia de Direitos (SGD), crianças, adolescentes e a sociedade para a construção de propostas voltadas para a afirmação do princípio da proteção integral de crianças e adolescentes nas políticas públicas, fortalecendo as estratégias/ações de enfrentamento às violências e considerando a diversidade.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página