Foto: Divulgação / Prefeitura de Palmeira
Foto: Divulgação / Prefeitura de Palmeira

Cursos de costura ministrados pelo Senai têm participação de 44 alunas

 

Desde o dia 20 de dezembro estão acontecendo as aulas de dois cursos de 2017 do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), planejados pela Prefeitura de Palmeira, através da Secretaria de Indústria e Comércio. São duas turmas, totalizando 44 alunas, de cursos para atender demanda de profissionais do setor de confecção, sendo uma para Costura Iniciantes e outra para Costura Industrial. As aulas são ministradas em veículo do Senai, devidamente equipado, instalado na praça Marechal Floriano Peixoto.

As duas turmas, ambas com 22 alunas, têm aulas diárias, de segunda a sexta-feira. O curso de Costura Iniciantes das 13h30 às 17h30 e a turma de Costura Industrial das 18h30 às 22h30. A empresária do ramo de confecções Leika Oliveira Lima é a instrutora das duas turmas. A conclusão destes dois cursos está prevista para o próximo dia 19, totalizando 80 horas de aprendizado. O curso é custeado pela Prefeitura, utilizando de estrutura, equipamentos e materiais do Senai, repassados gratuitamente aos alunos inscritos e matriculados.

A empresa Razza Esportes, que atua em Palmeira no segmento de confecções esportivas, participa das ações de qualificação profissional e vem apoiando o projeto desde o primeiro semestre de 2017. O empresário André Rigoni comentou sobre as atividades da empresa e os cursos em andamento: “Acreditamos no crescimento e vamos gerar novos empregos no setor de confecções. Fico muito feliz em ver o investimento por parte da Prefeitura na capacitação da população, preparando a mão de obra local para preencher a demanda de vagas geradas em Palmeira”, afirmou.

Para o diretor de Indústria e Comércio, Eloir José Voichicoski, disse que a Prefeitura está investindo no que é importante e é o maior patrimônio, que é a formação das pessoas. “Estamos gerando possibilidades de capacitação sem custos para o público justamente para valorizar pessoas que têm menor renda ou, ainda, estão sem trabalhar”, concluiu ele.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página