Foto: Reprodução / Imagem ilustrativa
Foto: Reprodução / Imagem ilustrativa

Créditos do Nota Paraná beneficiam seis entidades de Palmeira

 

Desde que entrou em vigor, em março de 2016, o programa Nota Paraná já distribui mais de R$ 46 milhões em créditos para entidades sem fins lucrativos, que atuam na assistência social, saúde, na defesa e proteção de animais, desportivas e na cultura. Somente em Palmeira, as seis entidades cadastradas e habilitadas a receber recursos do programa tiveram retorno de mais de R$ 190 mil até o momento. São recursos referentes aos 30% de devolução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e também de sorteios realizados mensalmente e aos quais as entidades também concorrem, assim como os consumidores cadastrados no Nota Paraná. O primeiro sorteio com a participação das entidades ocorreu em julho do ano passado.

Até este mês de novembro, segundo dados da Secretaria de Estado da Fazenda, a entidade de Palmeira que conseguiu obter o maior volume de recursos do Nota Paraná foi a Associação dos Amigos do Cão de Rua de Palmeira (Aacaurp). Ela recebeu R$ 42.214,20 do ICMS e mais R$ 8.190,00 em prêmios, totalizando assim R$ R$ 50.404,20 em créditos recebidos. Por sua vez, a Associação Menonita de Assistência Social (AMAS) foi a entidade local que mais recebeu valores de prêmios, com R$ 10.490,00. No entanto, o valor de prêmios somado aos R$ 35.464,04 referentes ao ICMS resultam no montante de R$ 45.954,04, que é o segundo maior valor recebido por entidade de Palmeira cadastrada no programa.

Além da Aacarup e da AMAS, outras quatro entidades de Palmeira também receberam créditos de ICMS e de prêmios do Nota Paraná. A Santa Casa de Palmeira recebeu um montante de R$ 40.529,92, sendo R$ 5.900,00 em prêmio e R$ 34.629,92 de ICMS. A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) recebeu créditos de R$ 29.109,15, dos quais R$ 5.270,00 de premiação e R$ 23.839,15 de ICMS. Já a Associação Menonita Beneficente (AMB) recebeu R$ 3.920,00 em prêmios e R$ 17.821,01 de ICMS, totalizando R$ 21.741,01 em créditos. Por fim, a Associação Projeto Renascer recebeu R$ 300,00 em prêmios e R$ 3.232,70 de ICMS, com o que totalizou créditos de R$ 3.532,70 do Nota Paraná.

Diretores das entidades beneficiadas são unânimes em reconhecer a importância do recebimento desses “recursos extras”. O dinheiro que ingressa na contabilidade é utilizado para diversos fins, que vão desde o pagamento de despesas de custeio, como energia elétrica e água, até a aquisição de equipamentos, que foi o que fez a Santa Casa, que investiu R$ 6.696,00 de créditos do programa na aquisição de um desfribilador, em abril deste ano.

A expectativa de Mara Federhem, coordenadora da Associação Projeto Renascer, uma das entidades palmeirenses beneficiadas com créditos do programa Nota Paraná, é de que a população continue doando as notas sem CPF nas diversas urnas distribuídas no município. “Os recursos são fundamentais para a manutenção dos serviços. Nossa entidade, num primeiro momento, utilizou o valor creditado para pagamento de encargos da equipe de trabalho”, informou ela.

Como colaborar

Para colaborar com as entidades sem fins lucrativos cadastradas para participar do Nota Paraná, o consumidor não deve pedir a inclusão de seu CPF na nota fiscal. Desta forma, ela poderá ser cedida para a entidade que escolher, bastando depositá-la nas urnas que se encontram em diversos estabelecimento comerciais. O consumidor também pode ele próprio cadastrar a nota em nome da entidade, através do site da Secretaria de Estado da Fazenda.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página