Vereadores ouviram nesta terça-feira o servidor público Wilson Carlos Hass (Foto: Divulgação / Câmara Municipal).
Vereadores ouviram nesta terça-feira o servidor público Wilson Carlos Hass (Foto: Divulgação / Câmara Municipal).

Comissão especial ouve últimos depoimentos sobre denúncias contra a Santa Casa

 

propaganda superior site - correia e moraes2

 

Na manhã desta terça-feira (16), a comissão especial temporária da Câmara Municipal de Palmeira que apura denúncias contra a Santa Casa, ouviu mais dois depoimentos. As informações foram prestadas pelo médico Techarles John Czelusniak, também alvo de denúncias, e pelo servidor público municipal Wilson Carlos Hass, lotado na Secretaria de Saúde, que é fiscal do contrato firmado entre a Prefeitura de Palmeira e a Santa Casa.

Os dois depoentes foram convidados pela comissão e prestaram informações na condição de colaboradores. Com as informações que obteve destes dois últimos colaboradores, a comissão encerra os trabalhos de tomada de depoimentos.

A partir de agora, a comissão especial vai fazer a confrontação das informações e dos documentos que recebeu. Segundo o vereador João Alberto Gaiola (PDT), presidente da comissão, foi reunido um grande volume de informações e tudo precisa ser avaliado criteriosamente, da mesma forma como os documentos precisam ser analisados.

O vereador disse que o trabalho será feito com rigor e cautela, a fim de que não seja cometido nenhum erro ou equívoco na redação do relatório final. Quanto a prever prazo para a apresentação do relatório, com o que se dará por encerrado o trabalho, Gaiola preferiu não arriscar.

Trabalho

Desde que foi oficialmente instituída e iniciou os trabalhos, no final do mês de fevereiro, os três vereadores que integram a comissão – Marcos Ribas (PSDB), Denis Sanson (Democracia Cristã) e João Alberto Gaiola (PDT) – ouviram um total de 15 pessoas. Todas foram convidadas, compareceram e prestaram informações na condição de colaboradoras.

No dia 7 de março, a comissão ouviu Jéferson Luiz Pereira, um dos denunciantes. O outro autor de denúncias no Facebook, Alex Pacheco, não foi identificado para receber a notificação para prestar depoimento. Por suspeita de se tratar de perfil falso, a Câmara Municipal pediu providências ao delegado Plínio Gomes Filho, que abriu procedimento investigativo.

Na sequência, no dia 15 de março, a comissão ouviu os médicos Gérson Antunes Proença e Fabiano Cândido de Paula, a mãe de uma criança que morreu quando estava internada no hospital, Cleide Wigant, e as servidoras públicas municipais Elaine Cristina Dzicouski Pereira e Verenice de Lima. Dia 20 de março ouviu Camila Marcovicz. No dia 28 de março, ouviu a médica Marli Ynes Melo da Silva e o médico Eduardo Betelli da Silva.

Já no mês de abril, a médica Vânia de Almeida foi ouvida no dia 2 e no dia 9 a comissão ouviu o provedor da Santa Casa, Antônio Carlos Carneiro, e a administradora do hospital, a enfermeira Roselaine Heinrich. Por fim, no último dia 11 foi a vez da secretária de Saúde da Prefeitura de Palmeira, Fabiani Bach Czelusniak, prestar informações.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página