Foto: Divulgação / Câmara Municipal de Palmeira
Foto: Divulgação / Câmara Municipal de Palmeira

Câmara aprova crédito de R$ 1,1 milhão para pavimentação de ruas da cidade

 

Em virtude do feriado de 1º de maio, na terça-feira, a Câmara Municipal de Palmeira realizou na quarta-feira (2) a sessão ordinária semanal, com a presença de todos os nove vereadores. Em votação em segundo turno, em caráter final, foram aprovados 11 projetos de lei, entre eles o que autoriza a Prefeitura a abrir crédito adicional de quase R$ 1,1 milhão para investimentos em pavimentação de ruas da cidade. Estes projetos serão agora encaminhados ao prefeito Edir Havrechaki (PSC) para serem sancionados e transformados em leis.

Já em primeiro turno foram votados e aprovados dois projetos de lei. Em um deles, o Executivo pede autorização do Legislativo para abertura de crédito no valor de R$ 957 mil para investimento na pavimentação e urbanismo do trecho final da avenida Daniel Mansani, até onde a via se encontra com a BR 277.

Em votação única, foi aprovada indicação de autoria do vereador João Alberto gaiola (PDT), ao prefeito Edir Havrechaki, para que “veja da possibilidade de realizar imediata conclusão da pavimentação asfáltica da rua Judith Sotta Malucelli na esquina com a rua Barão do Rio Branco”, além de recuperação e melhorias no acesso ao Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Professor Alderico Viante

Ao final da sessão, em explicação pessoal, o vereador Marcos Ribas (PSDB), falou sobre a construção de quadra esportiva com grama sintética no bairro da Colônia Francesa. Ele destacou que este equipamento público soma-se ao CMEI, unidade de saúde e academia ao ar livre, já instalados e em funcionamento, tornando o bairro “um dos mais bonitos da cidade”, segundo ele.

Prestação de contas

O presidente da Câmara Municipal, vereador Pastor Anselmo (PP), fez a entrega, a todos os vereadores, da prestação de contas do Legislativo relativa ao mês de abril. Ele salientou, ainda, alertado pelo vereador Arildo Zaleski (PSC), sobre a economia de papéis na Câmara Municipal devido ao uso de computadores pelos vereadores, evitando a impressão das matérias que tramitam no Legislativo.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página