Foto: Arquivo Folha
Foto: Arquivo Folha

Arrecadação de Palmeira com o IPVA em 2019 já supera valor total do ano passado

 

Palmeiras banner superior

 

Proprietários dos mais de 20.700 veículos licenciados pelo Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) no município de Palmeira já pagaram este ano mais de 4 milhões 298 mil reais relativos ao imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor, o IPVA. O valor arrecadado até o dia 1º de novembro, já é 4,6% superior ao valor total arrecadado com o tributo no ano passado, que chegou a 4 milhões e 42 mil reais. Os dados estão no site da Secretaria de Estado da Fazenda, órgão responsável pelo lançamento e cobrança do imposto. Segundo a legislação tributária, 50% do valor bruto arrecadado com o IPVA fica com o Estado e a outra metade é repassada para o município onde o veículo foi licenciado.

O IPVA é lançado no início de cada ano e são oferecidas aos proprietários de veículos opções de pagamento à vista, no mês de janeiro, com desconto de 3% sobre o valor total, ou parcelado, em três vezes, com vencimentos nos meses de janeiro, fevereiro e março. Cerca de 40% dos contribuintes aproveita o desconto e faz o pagamento em parcela única. Assim, em janeiro deste ano, a Prefeitura de Palmeira recebeu pouco mais de R$ 2 milhões em repasses. Os valores vão reduzindo na sequência, mas, mesmo assim, em fevereiro chegar a R$ 703 mil e em março a R$ 638 mil, para depois abaixar para R$ 258 mil em abril, R$ 141 mil em maio e R$ 80 mil em junho, o menor valor entre todos os repasses mensais do IPVA até o momento.

A estimativa de receita do IPVA no orçamento anual da Prefeitura de Palmeira para 2019 é de R$ 4,3 milhões. A arrecadação efetiva, até o momento, já chegou muito perto disto e o valor deve beirar R$ 4,5 milhões até o final do ano. O valor é significativo dentro do orçamento anual da Prefeitura de Palmeira, chegando a superar a receita prevista do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de R$ 3,4 milhões para este ano.

A receita dos repasses do IPVA para Palmeira nos últimos dez anos ficou assim:

ANO

VALOR (em R$)

2018

4.042.857,69

2017

3.827.402,13

2016

3.688.705,21

2015

3.402.666,78

2014

2.466.917,92

2013

2.204.222,02

2012

1.975.212,01

2011

1.699.699,80

2010

1.453.411,53

2009

1.367.141,90

Nota Paraná

A partir do dia 1º de novembro, os contribuintes que têm créditos a receber do Nota Paraná já podem fazer a opção por usar a devolução do imposto para quitar ou abater parte do IPVA de 2020. Esta é mais uma opção para o pagamento integral ou parcial do tributo. Para isso é preciso fazer a opção no site do programa (www.notaparana.pr.gov.br). O sistema fica aberto apenas no mês de novembro, do dia 1º ao dia 30.

O programa Nota Paraná devolve 30% do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) a quem pede nota fiscal no comércio paranaense. Mais de 23 milhões de CPF diferentes constam nas notas fiscais emitidas no Paraná, desde o início do programa em 2015. Mas apenas 2.765.558 de CPFs estão cadastrados com a possibilidade de pedir abatimento no IPVA.

A frota de veículos em nome de pessoas físicas que devem pagar o IPVA 2020 é de 3.891.981. O veículo precisa estar no nome do usuário cadastrado no programa para que a opção seja válida. Em 2016, o primeiro ano em que foi possível usar os créditos do ICMS para pagar o IPVA, os proprietários de 41.744 veículos usaram o benefício, num total de R$ 6.107.115,50. No ano seguinte, o valor chegou a R$ 13.217.074,67 usado para 114.465 veículos; e no ano passado, 127.664 veículos usaram R$ 15.508.986 para pagar o IPVA.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página