Foto: Arquivo Folha
Foto: Arquivo Folha

10º Simpósio Produção de Leite acontece na próxima sexta em Witmarsum

 

Um dos mais concorridos eventos técnicos do setor leiteiro na região, o Simpósio Produção de Leite será realizado no próximo dia 4 de agosto, promovido pela Cooperativa Witmarsum. Esta será a 10ª edição do Simpósio e deve reunir mais de 400 participantes, entre produtores, técnicos e estudantes. O evento tem em sua programação quatro palestras técnicas sobre temas diretamente ligados à produção leiteira.

A exemplo do que aconteceu no ano passado, este ano o Simpósio Produção de Leite também será realizado no Hotel Campestre Leão de Judá, entre as 8 e as 16 horas. A programação começa com inscrições e distribuição de material aos participantes, seguida da abertura oficial, às 8h30, pelo diretor presidente da Cooperativa Witmarsum, Arthur Sawatski.

O médico veterinário chefe da Cooperativa, Edílson José Vieira, que coordena a organização do Simpósio, conta que a cada ano houve um aumento considerável de participantes. “Com isto, foi necessário, inclusive, mudar o local de realização para melhor acomodação dos mesmos. Nos últimos dois anos tivemos mais de 400 inscritos, e acreditamos que este ano não será diferente”, afirmou Vieira.

O foco das palestras programadas é a nutrição. Segundo o médico veterinário, “é um tema de extrema importância dentro de todos os aspectos: alimentação, econômico-financeiro, reprodutivo, crescimento do rebanho e outros. Para tanto, estamos trazendo palestrantes de alto nível, que estão inseridos em nossa região e, consequentemente trarão, informações atuais e práticas da nossa realidade”, explica ele.

Palestras

A programação de palestras tem como primeiro tema “Importância das pastagens na produção de leite nos Campos Gerais”, abordado pelo engenheiro agrônomo Igor Quirrenbach de Carvalho, mestre em Agronomia e doutor em Zootecnia, que atua como pesquisador do setor de forragicultura da Fundação ABC, em Castro.

Todo produtor sabe da importância de se fazer uma pastagem de qualidade. A palestra pretende enfatizar que a redução do custo de produção do leite depende desta qualidade e, sendo assim, questiona-se: qual seria a melhor combinação dos alimentos disponíveis com as pastagens? O palestrante deve também abordar as diferenças entre as pastagens de inverno e de verão, se é possível retirar a silagem de milho quando há pastagens em abundância e em quantos meses existem pastagens em quantidades disponíveis.

Ainda no período da manhã, a segunda palestra será apresentada pelo zootecnista João Ricardo Alves Pereira, que vai abordar o tema “Silagem de milho no planejamento alimentar do rebanho leiteiro”. O palestrante, que também é produtor de leite, é mestre em nutrição animal e pastagens, doutor em produção animal, ganhador do Prêmio Impacto 2012 da revista Milkpoint e ganhador do Troféu Agroleite 2016 como técnico do ano. Ele atua como palestrante e consultor de empresas nas áreas de conservação de forragens e nutrição animal.

Sabendo-se que a silagem de milho tem papel fundamental na estabilidade da produção de leite dentro de uma propriedade leiteira, vários são os fatores que interferem desde o plantio até a chegada deste alimento à boca da vaca. Na palestra, o zootecnista abordará aspectos relacionados ao fornecimento da silagem durante o ano todo e como deve ser o planejamento, que deve se iniciar um ano antes da sua utilização.

Após o intervalo para almoço, a programação do Simpósio Produção de Leite tem continuidade no período da tarde com a palestra “A importância do concentrado na dieta de bovinos leiteiros”, pelo médico veterinário Rodrigo de Almeida, que é professor associado do Departamento de Zootecnia e professor orientador do Programa de Pós-graduação em Zootecnia da Universidade Federal do Paraná (UFPR), diretor presidente do Conselho Brasileiro de Qualidade do Leite (CBQL) e membro do Conselho Deliberativo Técnico da Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (APCBRH). Ele também atua como consultor técnico de diversos rebanhos leiteiros e cooperativas no sul do Brasil.

O concentrado, com certeza, é o insumo de maior custo nominal dentro da propriedade. Hoje o produtor é bastante assediado com muitas ofertas de produtos comerciais, com as mais variadas formulações. Assim, criou-se uma tradição de divulgar os concentrados apenas pelos níveis de proteína bruta. A palestra de Almeida pretende mostrar que não é apenas este item que valoriza o produto.

A última palestra da programação será proferida pelo zootecnista Renato Palma Nogueira, especialista em produção e nutrição de ruminantes. Ele vai abordar o tema “O sucesso da alimentação de vacas leiteiras vai muito além de uma boa dieta”. O palestrante atua em duas cooperativas de Minas Gerais como responsável técnico pelas fábricas de rações e atendimento a campo de grandes clientes, além consultor técnico nacional, gerente técnico e comercial em São Paulo e no Sul do Brasil da empresa Nutron Alimentos.

A palestra apresentada por Nogueira deve mostrar que a dieta não basta apenas ser calculada por programas de computador. É preciso que sejam observadas as diversas fases até que a vaca nos responda através de sua produção. O manejo nutricional depende de diversos fatores para que o produtor consiga alcançar excelentes produções e que, analisado o custo-benefício da prática, se traduza em resultados econômicos.

Inscrições

As inscrições para o 10º Simpósio Produção de Leite podem ser feitas até esta segunda-feira (31), via internet, no site www.simposiowitmarsum.coop.br, onde se encontram informações sobre a programação, os palestrantes e galeria de imagens. Mais informações sobre o evento também podem ser obtidas pelos telefones (42) 3254-4047, com Uziara, e (42) 3254-4046, com Edílson.

Comentários

comentários

Publicidade

Curta nossa Página